O médico estava mais preocupado em chamar a polícia do que em atender meu ex-marido”

25 out
O ex-marido da professora Creuzenilda da Silva Lima, 45 anos, acusada por um médico do Samu em Juazeiro, de injúria racial morreu na madrugada desta quarta-feira (24) no Hospital Regional, segundo informações da professora.

Creuzenilda além de perder o ex-marido, teve que pagar uma fiança de R$
622, e talvez ainda precise responder algum processo. Não se fala que
houve testemunhas para confirmar a versão do médico. Não se justifica
qualquer atitude depreciativa a ninguém, mas não é brincadeira se
vivenciar alguém que se quer bem morrendo e o serviço público demorando
no atendimento. O médico deveria informar aos familiares os
procedimentos que precisaria tomar. 

Leia o texto completo…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: