Jurista alemão diz discordar da forma como sua teoria foi usada no julgamento do mensalão

12 nov
Insatisfeito com a jurisprudência alemã – que até meados dos anos 1960 via como participante, e não como autor de um crime, aquele que ocupando posição de comando dava a ordem para a execução de um delito -, o jurista alemão Claus Roxin, 81, decidiu estudar o tema. Aprimorou a teoria do domínio do fato, segundo a qual autor não é só quem executa o crime, mas quem tem o poder de decidir sua realização e faz o planejamento estratégico para que ele aconteça. Roxin diz que decisões como esta precisam ser provadas, não bastando que haja "indícios" de que ela possa ter ocorrido.

Leia o texto completo…

Anúncios

Uma resposta to “Jurista alemão diz discordar da forma como sua teoria foi usada no julgamento do mensalão”

  1. Emanuel novembro 12, 2012 às 11:47 pm #

    "E agora 'Barbosa'?" hehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: